" "

"Eu penso que patriotismo é como caridade - Começa em casa!". (Henry James).

sábado, 31 de janeiro de 2015

Crônica de fim de férias


Todos os anos eu costumo me ausentar do trabalho durante algumas semanas de janeiro. Embora as limitações financeiras nãos nos permitam ir muito longe, aproveitamos a oportunidade para descansar, encontrar parentes e amigos e admirar belas paisagens de nossa Paraíba. Dessa vez, resolvi reduzir o acesso às redes sociais e aos noticiários; o que me deu mais espaço para conversar com familiares e para atividades ao ar-livre. Uma maravilha! 

Na volta, descobri que a Presidente da República também andou ausente, distante do povo e da imprensa; constatei que o sumiço dela não foi sumiço de férias. As noticias nos jornais e revistas dos últimos trinta dias explicam tudo:

PETROBRÁS - Acaba de paralisar a construção de refinarias no Nordeste depois de ter enterrado milhões de reais  nos projetos inacabados. Além disso, a reputação da empresa foi ao fundo do poço depois de ter publicado o balanço do último trimestre, omitindo o prejuízo de 88,6 bilhões causado pela má gerência.

NA ONU - O Brasil acumula uma dívida de vários milhões de dólares, o que tem acarretado a perda do direito de voto em vários órgãos, além da perda de vagas em diversas comissões.

ÁGUA, LUZ E GASOLINA - Os três tiveram seus preços majorados nos últimos dias. Pelo fato de serem itens indispensáveis ao funcionamento da indústria e do comércio, logo mais veremos a inflação mostrando sua carranca nas compras do supermercado.

EDUCAÇÃO E SALÁRIO MÍNIMO - Depois de ter anunciado que o lema do governo para os próximos quatro anos será "Brasil, Pátria Educadora", o Palácio do Planalto providenciou cortes no orçamento do Ministério da Educação. Já o novo salário mínimo de R$ 788,00 trouxe para o bolso do trabalhador um aumento de apenas R$ 2,13 por cada dia trabalhado. 

SEGURANÇA - Levantamento feito por organizações internacionais acabam de incluir Maceió, Fortaleza, João Pessoa, Natal, Salvador, Vitória, São Luís, Belém, Campina Grande, Goiânia e Cuiabá no rol das trinta cidades mais violentas do mundo! 

Coloque o cinto de segurança! 2015 está apenas começando e o Brasil de verdade se distancia cada vez mais do Brasil pintado pelo governo na propaganda eleitoral. Aquele é cheio de fantasias, e neste, a vaca tosse como nunca.

Humberto de Lima

Nenhum comentário:

Mais lidas na semana