" "

"Eu penso que patriotismo é como caridade - Começa em casa!". (Henry James).

sábado, 9 de agosto de 2014

Eu e meu velho



Às vezes me pego sentado naquela sala, silenciosamente olhando meu pai entre uma conversa e outra. Com mais de oitenta anos, a herança genética e uma vida sem vícios contribuíram para que o Irmão João tenha boa saúde.

Filho do mato, ele cresceu em ambiente harmonioso mas carente da cultura de beijos e abraços que hoje compartilho com meus filhos.  Por isso, somente agora depois de homem feito é que estou aprendendo a abraçar e beijar meu tímido pai.

Leitor apenas da Bíblia e vindo a ter contato com rádio e televisão somente há pouco tempo, quando indagado sobre a ditadura militar, sem entender o que de fato se passou, ele apenas diz que foi um bom momento para o Brasil, pois a polícia botava ordem nas ruas e a bandidagem não perturbava como hoje em dia.

Em sua simplicidade ele ainda acredita em um monte de coisas que lhe foram ditas pelos políticos ou ensinadas pelos profissionais da religião; e é daquela mesma sala que vejo como são diferentes os caminhos trilhados pelos nossos pensamentos. Sem perceber no mundo as muitas maldades que nos cercam, a vida de meu pai segue sem os questionamentos e protestos que fazem parte de meu pensar, de meu falar e de meu escrever. Mas sua essência é boa, meu pai é do bem!

Pássaro solto, vou cada vez mais longe em meus vôos e ao mesmo tempo gosto cada vez mais de pousar naquela sala, sentar naquela cozinha. Por falar nisso, semana passada eu estive com ele. Percebendo que eu estava espirrando muito, logo sugeriu que eu cancelasse os compromissos do dia seguinte, evitasse água gelada e tomasse um xarope que ele mesmo tratou de arranjar.

E foi na cozinha que me senti amado como nos velhos tempos. Passando manteiga em um pão, ele repetiu a mesma cena que vi tantas vezes quando era pequeno e me disse:
- Não passe da hora de tomar café. Venha comer alguma coisa, Beto! 

Embora eu já tenha mais de quarenta, não tenho dúvidas de que continuo sendo o seu menino de sempre. Que Deus abençoe meu velho neste dia e em todos os outros que ainda vamos ter!

Humberto de Lima

Mais lidas na semana