" "

"Eu penso que patriotismo é como caridade - Começa em casa!". (Henry James).

sábado, 25 de setembro de 2010

Advertências à Terra Brasil


Tiveste berço bom quando menina; e, quando cresceste, cresceram contigo tuas terras ao ponto de te tornares a maior desse hemisfério sul.
 
Privilegiada que foste, ganhaste solo fértil, muitas fontes de água, flora inigualável, fauna exuberante, minas diversas te esperavam debaixo de teu chão.
 
Foste poupada do frio intenso que castigava os pólos e ficaste longe dos desertos que abrasam outros povos. Até mesmo os terremotos, tornados e vulcões se mantiveram distantes de ti!
 
Na tua infância e juventude foste explorada por gente de além mar; mas te rebelaste, te libertaste e soltaste o teu grito. Como gostei de ler aquilo!
 
Confesso que fiquei feliz quando ouvi que deixaste de ser colônia. Sonhei e pensei que uma vez emancipada e feita mãe, tu cuidarias bem de teus filhos, dos filhos de teus filhos e dos netos  de teus netos...
 
Mas o tempo passou e tu deixaste de ser apenas livre para ser também inconseqüente e dissimulada. Aprendeste a esconder e disfarçar teus erros com os cosméticos dos marqueteiros e com a astúcia dos que manipulam estatísticas.
 
Eis que já se voltam contra ti todas as conseqüências de tua maternidade irresponsável. Teus filhos não se respeitam, não te respeitam e nem respeitam o trabalho de teus legisladores.
 
Como é triste te ver elaborando normas para dizer aos teus homens que é proibido fazer xixi na praça! Não deveriam ter aprendido enquanto crianças? Tiveste que promulgar uma lei de responsabilidade fiscal para dizer aos teus administradores que eles estão impedidos de roubar a coisa pública; e, na tentativa de frear a gula de teus partidos políticos e de teus eleitores, fizeste a Lei da Ficha Limpa. Eles porém, seguem em frente, burlando como podem! 

Já bem dizia o velho filósofo: - Eduque os meninos e você não precisará punir os homens!

Em verdade, em verdade te digo: És fraca quando ensinas  e frouxa quando punes.

Por isso, antes que venha sobre ti o futuro sombrio que tu mesma semeaste, aconselho-te que te arrependas de teus pecados!
 
Que te arrependas de não teres tido o devido cuidado com as famílias, onde tudo começa. E que o faças a partir de agora.
 
Que te arrependas de tua omissão estatal. E que comeces agora mesmo a tratar saúde, educação, segurança, geração de emprego e combate à corrupção com a seriedade que lhes é devida.
 
Que te arrependas de tua religiosidade de consumo. E que teus cristãos freqüentem as igrejas não apenas em busca do que Deus tem pra dar, mas, acima de tudo, para perguntar o que Ele tem a dizer sobre equidade e justiça.
 
E, finalmente, espero que depois não chores, dizendo que não te foi enviado profeta... 

Madrugada de 25 de setembro de 2010. 

Humberto de Lima

Nenhum comentário:

Mais lidas na semana