" "

"Eu penso que patriotismo é como caridade - Começa em casa!". (Henry James).

terça-feira, 6 de julho de 2010

Lições de uma copa


Com as mãos sobre o teclado e os ouvidos antenados no som que vem da TV da sala, ouço a narração do jogo Holanda X Uruguai. Enquanto isso, eu vou aqui juntando e escrevendo algumas lições que deveríamos aprender durante essa copa do mundo de 2010. Falo de lições válidas não apenas para o contexto esportivo, mas, também, para todos os demais  setores de nossa existência.
Vamos a elas:
1. Nem só de fama viverá o time – A África do Sul foi, nos últimos dias, palco de jogos onde o favoritismo histórico de algumas equipes em nada as ajudou. A zebra correu solta e, grandes equipes como a França, a Itália, a Argentina, e, até mesmo o Brasil, único penta-campeão mundial, foram derrotados bem antes de chegar às semifinais.  
Vitórias do passado são vitórias do passado; portanto, não nos isentam de ter que treinar bem e jogar melhor para garantir a vitória do presente. Certa vez, ouvi o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso dizer que os milhões de votos que um político recebe no dia de sua eleição simplesmente deixam de existir no dia seguinte. Em outras palavras, depois de eleito e empossado, você precisa trabalhar duro para conquistar outros milhões de votos, sem os quais, sua reeleição não se tornará realidade.
Ouvi ou li, não lembro onde, que muitos relacionamentos românticos começam a afundar a partir do momento em que a pessoa diz para si mesma: - Eu tenho Fulano, ou, eu já conquistei Sicrana. A vida deve ser encarada como uma luta permanente, uma conquista diária, onde troféus de ontem não garantem a medalha de hoje.
2. Viver é preciso depois da derrota – Embora ninguém queira perder, o fato é que toda equipe, experimentará eventualmente o sabor de uma eliminação. Da mesma forma, demissões, falências, separações e outros acontecimentos desagradáveis podem acontecer na história de qualquer ser humano.
O problema é que vivemos em um mundo onde a sociedade geralmente descarta perdedores e vira as costas para os que sofreram perdas e danos. Prova disso é que, ainda nessa semana, ao desembarcar por aqui, Dunga e os demais membros de sua comissão técnica, já tinham suas demissões decididas e divulgadas pela CBF.
Que fazer, então? Os praticantes de patinação no gelo aprendem desde cedo que as quedas são inevitáveis, mas levantar é preciso. Sim, levantar é preciso!
É importante também, que imitemos Cristo em nossas relações diárias, ajudando a reerguer aqueles que sofreram quedas as mais diversas. São Pedro, numa mesma noite, antes que o galo cantasse, por três vezes negou que conhecia Jesus. Depois, saiu dali se sentindo completamente arrasado. Se dependesse de muita gente, o apóstolo jamais teria outra chance; mas, o Mestre mandou chamá-lo, e depois, fez dele um líder.
3. 2014 poderá ser muito mais que 2014 – Fica combinado que nós seremos os anfitriões da copa e tentaremos conquistar o hexa dentro de casa, daqui a quatro anos. Deveríamos, porém, nutrir algo que vá mais além das simples expectativas de torcedores verde-amarelos. Podemos estabelecer outras metas, fixar outros alvos, em todas as áreas da vida.
Onde e como você gostaria de estar de hoje a quatro anos? Pense nisto, creia nisto, lute por isto!
Humberto de Lima

4 comentários:

Edmund Espieker disse...

Valeu Humberto!
Forte abraco e votos de muitas bençãos com 1 Cro 9:24-27.
Edmund

Diego Navarro disse...

Sábias palavras do nosso nobre amigo Humberto!
Aproveitem as férias para refletir também sobre as coisas da vida.
Um abraço!

Diego.

Alice disse...

Grande texto amigo !...sabe, toda vez q leio seus comentários ou seus textos tenho uma enorme vontade de conhecer a Paraíba...


bjooo

Irmao Roberto disse...

Partor Humberto, belo texto, a vida é um jogo e ao mesmo tempo uma arte, vencer ou perder é uma constante assim como criar uma bela obra ou ficar sem inspiração. Nisso me faço uma pergunta: como as pessoas conseguem viver sem a diração de Deus num mundo como esse?!!!!
Um grande abraço do irmao Roberto!
Que Deus o abençoe Sempre!

Mais lidas na semana