" "

"Eu penso que patriotismo é como caridade - Começa em casa!". (Henry James).

quarta-feira, 21 de abril de 2010

Vida Maria


Vida Maria como tantas outras,
Quando nasci te vi e me assustei.
Mas és tão linda, fui acostumando;
E com o tempo eu me apeguei.
.
Tivemos brigas e elas foram tantas,
Não poucas vezes eu só reclamei.
Hoje percebo o quanto tu és única;
Ah, se não partes, melhor te amarei!
.
Te amarei, indo às pequenas coisas,
Que tu me deste e eu nem percebi!
Gastarei tempo com outras Marias,
Que tão sozinhas andam por aqui.
.
Se tu me dizes não ter o controle,
E não decides quando é que vais,
Direi bem alto Àquele que enviou-te:
Deixa que ela fique um pouco mais!
Humberto de Lima

5 comentários:

O SER E O TEMPO disse...

Oh, meu amigo poeta!

Gostei, gostei muito!

Grande abraço!

Alexandre

Maria da Guia Dantas Diniz disse...

Parabéns Pr Humberto, pela divulgaçao da Palavra de forma tão atual e alcançando tantas pessoas!

Gibson disse...

Pastor e poeta. Alma inquieta e sensível as cores da vida. Querido pastor Humberto, só conhece você quem consegue ler sua alma em seus poemas e crônicas! Fico feliz por esse talento em escrever textos tão coerentes e coesos sobre coisas do cotidiano que nos olhos nem sempre alcançam, senão com o olhar da escrita. Um forte abraço!

Izanete disse...

Parabéns pela bela poesia! A vida relamente é um presente de Deus a qual devemos cuidar como um tesouro, sem nos esquecermos que a teremos aproveitado bem, se nos lembrarmos sempre que existem outras Vidas Marias com as quais podemos nos socializar.
Izanete.

Cynthia Rodrigues disse...

Que lindo! De uma sensibilidade enorme! Lindo mesmo!

Mais lidas na semana