" "

"Eu penso que patriotismo é como caridade - Começa em casa!". (Henry James).

terça-feira, 22 de dezembro de 2009

Natal aqui, Natal em mim!


Acabo de pousar meus dedos sobre o teclado para escrever alguma coisa sobre o Natal. Devo começar dizendo que não faço isso por causa de alguma obrigação a mim imposta, nem porque outros estão agora dissertando sobre o mesmo tema, nem porque eu sou um pastor protestante. A verdade é que gosto mesmo do Natal!

Dentre as objeções que vez por outra ouço contra a celebração dessa linda festa, está a incerteza quanto à possibilidade de ter Cristo nascido no dia 25 de dezembro. Embora não haja unanimidade em relação ao assunto, devo lembrar que a grande motivação não está na cronologia do fato; mas sim, no fato em si mesmo. Ora, não saber em que dia exato nasceu um ente querido, não me impede de escolher qualquer outro dia do ano para agradecer a Deus pela sua chegada.
.
Há ainda aqueles que são extremistas quando afirmam que Natal de verdade é pobreza e outros que são igualmente exagerados quando dizem que não existe Natal sem luxo. O Messias, em seu nascimento, nos deu um belo exemplo de equilibrio e soube conciliar muito bem as duas coisas: Se por um lado ele nasceu em um estábulo, cercado pelas limitações vividas pelos pobres de sua época, por outro lado, recebeu bem a visita dos magos e seus ricos presentes.

Vejo hoje em dia que tanto mansões como também barracos neste mundo afora têm sido palcos de Natais infelizes ou felizes. Portanto, o feeling espiritual  do momento independe de onde você está ou de quanto você tem. Tem muito mais que ver com o menino da festa do que com a festa do menino!

Embora eu seja um entusiasta desta comemoração e a veja como uma oportunidade para celebrar a vida e refletir a fé, não acredito que este dia do calendário possa, por si só, de forma mágica, fazer diferença em minha vida. A festa só faz sentido a partir de um relacionamento com Jesus, que deverá ser cultivado ao longo do ano todo.

Gosto muito de cantar “Noite Feliz”, ouvir o tradicional “Jingle Bells”, ver o coro da igreja a cantar, pregar mais um sermão do advento, assistir à apresentação das crianças, dar uma volta para ver a decoração da praça, enviar e receber mensagens, comer, beber, vestir e calçar o que consegui como fruto do meu trabalho e da generosidade de meus amigos. Nunca me endivido. Quando realmente preciso e posso comprar, vou lá e compro; se não posso, me aquieto e espero...

Porém, o melhor do Natal continua sendo o momento em que me escondo naquele cantinho de sempre e converso com Jesus, como faço em outros dias, de janeiro a janeiro.

Humberto de Lima

6 comentários:

Geruza Lucena disse...

Oi, Pr. Hunberto!
Obrigada pela mensagem do natal!. Achei linda! Desejo a você um feliz natal e um próspero ano novo cheio de bençãos, paz e alegria .Que Deus abençoe você e toda a sua familia, dando-lhe saúde e alegria e que Ele possa satisfazer os desejos do seu coração..
Feliz natal!
Um abraço
Jeruza

Maryjanne Gomes disse...

Humberto,

Achei linda a sua mensagem de Natal. Espero que muitas outras pessoas possam ler para que essa magia que o Natal nos traz possa encher os nossos corações de muita luz, paz, amor, sabedoria...
Desejo a você e a sua família um Natal abençoado e que 2010 lhe traga tudo de melhor!

Um abraço,

Maryjanne Gomes

Francinaldo disse...

O nosso tempo presente é real e fugaz,em fração de segundos já se torna em tempo passado e nossos corações se enchem de sensações saudosista e nos pegamos em uma conotação Natalina com uma mistica inspiradora, o fato é que todos proeminentemente se sensibilizam no fim de ano, dando mais atenção aos simbolismos ligados ao econômico. VIDA, SAÚDE E MUITA PAZ PARA TODOS e pra sua família reverendo.

Roberto Martins disse...

Bela mensagem bastante equilibrada, tb n gosto d extremistas que perdem tempo discutindo a data correta ou o "preço" do Natal, a data em si é muito mais importante do que tudo isso, e deve fazer parte de "mais um" relacionamento com Deus dentre muitos. Que Deus o Abençoe em nome de Jesus. Roberto

Guillardo Tavares de Freitas disse...

Prezado amigo da cruz que carrego,


Li seu texro sobre o natal e achei interessante. O "natal em mim" já não me leva a comemorà-lo mas a vivê-lo. Já há muito tempo que não comemoro o natal do dia 25 por causa do "mau caráter" que deram ao mesmo. A data do nascimento de Jesus pra mim é junho pois foi o mês de minha conversão. O natal pra mim começou ai. Vivamos pois o natal.

Nele, que nasceu em diferentes datas em nossos corações!

Guilardo Tavares.

Maria da Guia Dantas Diniz disse...

Pastor Humberto, que Linda menssagem!
Feliz Natal para você e sua abençoada família! Que no próximo ano DEUS continue abençoando o seu ministerio!

Mais lidas na semana