" "

"Quando a escola progride, tudo progride!". (Martinho Lutero).

segunda-feira, 9 de novembro de 2009

Carta ao ladrão


Hoje eu paguei a primeira parcela do celular que comprei para mim e foi roubado por você há alguns dias. Foi constrangedor ver você e seu comparsa tomando nossas coisas mediante grave ameaça. Felizmente nenhum de meus amigos reagiu de forma precipitada e você não precisou acionar o seu gatilho covarde.

Assim que você desapareceu na esquina, entramos em algum lugar da mesma rua, ligamos para a polícia e descrevemos você e seu sócio-bandido. A viatura só passou por lá uns vinte minutos depois. Que pena não ter visto você algemado no noticiário do outro dia!

Lembrei que você poderia usar meu telefone para fazer mais maldades e liguei para a operadora, solicitando o bloqueio imediato do chip. Depois veio aquela trabalheira de recuperar todos os contatos perdidos e avisar para os meus conhecidos sobre o novo número que agora uso em outro aparelho que me foi presenteado por uma pessoa amiga.

Pelo que pude perceber, você já não é um iniciante no mundo do crime; pois apesar da forma violenta e arrogante com que nos abordou, não aparentou nenhum nevorsismo. Talvez já esteja acostumado a fazer isso; e, é aí que começam os seus problemas!

Com idade entre vinte e vinte e cinco anos, você está ganhando dinheiro fácil; e isto vai viciar você ainda mais neste negócio. Provavelmente você nunca mais sentirá interesse por qualquer atividade que exija estudo, trabalho árduo e honesto; afinal de contas, você acredita ter encontrado a chave para o seu futuro.

E por falar em futuro, nem preciso invocar dotes proféticos para antever as inúmeras opções que lhe aguardam. Vejamos algumas:

1. Você poderá ser preso.

2. Você poderá ser gravemente ferido em uma de suas ações ilícitas e ficar paralítico para o resto da vida. Neste caso, quero lhe avisar que a Previdência Social não dá nenhum auxílio nem garante aposentadoria para assaltantes tirados de circulação por invalidez.

3. Você poderá ser morto a qualquer momento pelo seu colega. Será que esse cara com quem você anda merece mesmo sua inteira confiança?

4. Você também corre o risco de ser derrubado pelo fogo estatal e terminar sua carreira em uma pedra fria de necrotério.

Fico imaginando suas risadas caso você pudesse ler essa carta; pois você sabe que nesse país cheio de balas perdidas, eu e você corremos os mesmos riscos. Isto me leva a pensar no maior de todos os seus problemas...

Ladrão, eu creio na existência de um lugar preparado para os que optaram pelo estreito caminho do bem; e, também prego a existência de um outro lugar preparado para os que escolheram andar pela larga e espaçosa estrada do mal.

Saiba que se morrermos agora e nada do que eu ensino for verdade, nós dois estaremos numa boa. Mas, se for verdade que céu e inferno existem, eu estarei numa boa e você se dará mal, muito mal. Pense nisto e mude de vida!

Humberto de Lima

2 comentários:

Alderivan F Torres disse...

Tenho certeza que o caminho largo levará o meliante ao fogo ardente do inferno, ou seja a 2ª morte, onde o fogo é eterno. Mas também se ele mudar o caminho e trilhar a porta estreita, entrará e achará pastagem, a terra que mana leite e mel. Eu acredito no convertemento desse ladrão. Já que temos exemplo nas palavras do SENHOR.

Andréia disse...

Querido amigo Pastor, você está escrevendo cada vez melhor, parabéns por ser tão rico como escritor e como cristão. Muita paz e luz em seus caminhos sempre!

Mais lidas na semana