" "

"Eu penso que patriotismo é como caridade - Começa em casa!". (Henry James).

terça-feira, 28 de julho de 2009

A proposta

Arrepiou-se todo. Não podia ser! Mas era! Vibrou, gritou, rolou pelo chão de tanta alegria; afinal, era a melhor noticia que recebera em toda sua vida!

Depois de ter dançado pela casa toda, deitou exausto no sofá, curtindo o bom momento...

- Que maravilha! Logo agora, quando eu sinto que estou conquistando a Selminha!

O dia tinha sido pesado lá na firma; e ele, apesar de toda a excitação que a novidade lhe trouxera, acabou dormindo ali mesmo.

No dia seguinte, acordou com batidas fortes na porta. Era Fabinho, o motoboy da empresa, que a mandado do chefe, viera saber por que o auxiliar de escritório, além de ter desligado o telefone, não aparecera.

- Vou abrir a porta, mas fique de longe!
- O que ta havendo, homem? O que você tem?
- Tosse, espirro, febre alta, gripe do porco!

Depois da mentira, caiu a ficha; havia se livrado de Fabinho, mas, percebendo que a euforia da noite estava agora misturada com as preocupações que lhe trouxera o dia, tomou café e voltou para o sofá. Precisava pensar melhor, e muito!

- Que porcaria! Logo agora, quando eu estou quase conquistando a Selminha!

Teve medo que seu estado de espírito inluenciasse a decisão da garota. Neste caso, mesmo recebendo uma resposta positiva, faltaria nele a convicção da conquista; e, dessa forma, seria impossível saber se ela teria ficado com ele por amor.

Na semana passada, ladrões tentaram levar seu cavalo de estimação, sua montaria preferida em noites de vaquejada; por sorte, os cachorros latiram, sua espingarda mandou chumbo e os indivíduos desapareceram no meio do mato. Lembrou também de certas pessoas, interesseiras e falsas, que viviam nas redondezas e só se aproximavam dele para obter alguma vantagem...

- Meu Deus! Tenho que sumir daqui!

Na outra manhã, voltou para a usina, como se nada tivesse acontecido. O vigia abriu o portão meio desconfiado...

- E tu não tais doente?
- Tava...
- E não era a tal da suína?
- Pensei que fosse...

No fim de semana, tomou coragem e conversou com a moça:

- Estou pensando seriamente em ir embora, pra começar tudo do zero, noutro lugar...
- Você não ta feliz aqui?
- Mais ou menos... – Respondeu, com voz trêmula e coração aos pulos.
- Quero vender meu cavalo, minhas três vacas, a casa, a moto; e viajar pra outro canto...

Ela o ouvia, com um olhar surpreso e triste. Ele precisava fazer a proposta; e gaguejou, dizendo:

- Selminha, foge comigo!
- Sim, fujo! Mas você tem que me jurar que não fez coisa errada!
- Sim, depois te explico tudo; mas juro pelo que há de mais sagrado que não fiz nada errado!

Não demorou muito, ele vendeu tudo o que tinha e desapareceu junto com a moça. Embora ambos já tivessem passado dos vinte anos, a família dela ficou irada pelo fato de a mesma ter se entregue a um pé rapado.

Na cidade grande, alugaram um quitinete; e Selminha logo arranjou trabalho na residência de uma médica aposentada. Ele, por sua vez, saía todos os dias de casa, mas voltava dizendo que não conseguira nada.

- Tenha calma, amor! Enquanto você não consegue, a gente vai se virando pelo tempo que for necessário, com o dinheiro que doutora Ana me paga.

Doía ver Selminha chegar exausta em casa; mas, aquelas quatro semanas de trabalho eram necessárias para mantê-la distraída e ocupada, enquanto ele corria para lá e para cá, tomando mil e uma providências e agilizando mil e uma coisas. Quando tudo estava finalmente pronto, ele chegou em casa sorrindo e a abraçou, dizendo:

- Saia desse trabalho, arrume as malas; e vamos fugir outra vez!
- Fugir? De novo? Pra onde?
- Pra uma vida melhor. Já arranjei tudo!
- Arranjou tudo? Como assim?
- É que nós agora temos um bom trocado, eu acertei a Megasena!
.
Selminha dera provas de que merecia ficar sabendo do segredo. E merecia também desfrutá-lo...

Humberto de Lima

2 comentários:

Andréia disse...

Apesar de existirem muitas mulheres sem carater, conheço muitas "Selminhas", que antes de valorizarem o "TER", valorizam o "SER", mas acho que ele demorou muito para conhecê-la e confiar nela...

Alice disse...

....de qualquer maneira, ler-te é muito bom !



bjusssss

Mais lidas na semana