" "

"Eu penso que patriotismo é como caridade - Começa em casa!". (Henry James).

sábado, 23 de maio de 2009

Pobres, espécie em extinção

Meu colega Fábio Costa avisou; e eu fui logo conferir no Estadão, no Globo Notícias, no Jornal do Brasil... E vi...

Está caindo o número de pobres no Brasil!

Apesar da crise, esta manchete acaba de ser estampada em jornais de todo o país, para surpresa de todos. O que aconteceu? Assinale a resposta certa, se você souber:

a. Os pobres estão morrendo em larga escala;
b. Os pobres estão indo embora para o exterior;
c. Os pobres estão deixando de ser pobres.

Isso mesmo! Se você optou pela última alternativa, a sua resposta está exata! A informação é resultado de um estudo feito pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada – Ipea; que, entre outras coisas, descobriu que:

1. Trata-se de um fenômeno em massa – De acordo com o instituto, desde abril de 2004, 4,8 milhões de brasileiros já melhoraram de vida! E, desde outubro do ano passado, 316 mil pessoas deixaram de ter motivos para cantar que são “pobres, pobres, pobres de marré...”.

2. A linha divisória entre pobreza e riqueza foi finalmente demarcada – Segundo a pesquisa, meio salário mínimo de renda familiar per capita é o limite que separa a pobreza da riqueza. Seguindo esta lógica, um casal subempregado e sem filhos, cuja renda total é de exatos R$ 466,00, acaba de sair da linha de pobreza. Cada um deles disporá de R$ 7,76 por dia, para aproveitar bem o novo estilo de vida, próprio da casta dos novos ricos!

Esta noticia deveria ser divulgada também no The New York Times, The Guardian, Le Monde, El País e no Corriere della Sera; afinal de contas, não é em todo lugar que se consegue viver tão bem com cerca de três dólares e meio ao dia!

Brasileiros que me lêem na América do Norte, na Europa e em outros cantos do planeta: Deixem esta vida dura de imigrante e voltem para casa! Vistam camisetas com a inscrição: Time to go home! Corram para o aeroporto!

Até eu, que vivo num aperto daqueles, decidi comunicar a quem interessar possa, que aqui em casa, nós ultrapassamos a barreira do meio salário mínimo e também deixamos de ser pobres!

Vamos dar uma festa?


Humberto de Lima

Um comentário:

Andréia disse...

Amei! kkkkkkkkkkkkkkkkkkk!!!! Tô pagaaaaanndo!!!! Também sou rica! Yes!

Mais lidas na semana