" "

"Um líder é alguém que conhece o caminho, vai pelo caminho e mostra o caminho". (John C. Maxwell).

sábado, 23 de maio de 2009

Pobres, espécie em extinção

Meu colega Fábio Costa avisou; e eu fui logo conferir no Estadão, no Globo Notícias, no Jornal do Brasil... E vi...

Está caindo o número de pobres no Brasil!

Apesar da crise, esta manchete acaba de ser estampada em jornais de todo o país, para surpresa de todos. O que aconteceu? Assinale a resposta certa, se você souber:

a. Os pobres estão morrendo em larga escala;
b. Os pobres estão indo embora para o exterior;
c. Os pobres estão deixando de ser pobres.

Isso mesmo! Se você optou pela última alternativa, a sua resposta está exata! A informação é resultado de um estudo feito pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada – Ipea; que, entre outras coisas, descobriu que:

1. Trata-se de um fenômeno em massa – De acordo com o instituto, desde abril de 2004, 4,8 milhões de brasileiros já melhoraram de vida! E, desde outubro do ano passado, 316 mil pessoas deixaram de ter motivos para cantar que são “pobres, pobres, pobres de marré...”.

2. A linha divisória entre pobreza e riqueza foi finalmente demarcada – Segundo a pesquisa, meio salário mínimo de renda familiar per capita é o limite que separa a pobreza da riqueza. Seguindo esta lógica, um casal subempregado e sem filhos, cuja renda total é de exatos R$ 466,00, acaba de sair da linha de pobreza. Cada um deles disporá de R$ 7,76 por dia, para aproveitar bem o novo estilo de vida, próprio da casta dos novos ricos!

Esta noticia deveria ser divulgada também no The New York Times, The Guardian, Le Monde, El País e no Corriere della Sera; afinal de contas, não é em todo lugar que se consegue viver tão bem com cerca de três dólares e meio ao dia!

Brasileiros que me lêem na América do Norte, na Europa e em outros cantos do planeta: Deixem esta vida dura de imigrante e voltem para casa! Vistam camisetas com a inscrição: Time to go home! Corram para o aeroporto!

Até eu, que vivo num aperto daqueles, decidi comunicar a quem interessar possa, que aqui em casa, nós ultrapassamos a barreira do meio salário mínimo e também deixamos de ser pobres!

Vamos dar uma festa?


Humberto de Lima

sábado, 16 de maio de 2009

Esperando o ônibus

É esperando o ônibus que a gente vê de tudo e de tudo ouve. Pois é! Um dia desses, bem naquela hora em que os primeiros estudantes começam a sair das escolas, elas se encontraram:

21:00. A primeira vai logo dizendo:
- Oi mulher! Fiquei sabendo dos babados...
- Quem te disse?
- Todo mundo já sabe, é claro!
- É... A estória se espalhou mesmo... Mas eu te juro que casei virgem; aquela safada que andou falando essas coisas, agora vai ter que provar na Justiça!
...

21:15. Chegam mais três:
- Ei gente, vocês nem imaginam o que rolou hoje na classe! O professor deu uma saidinha pra ir ao banheiro; então, eu e as meninas pegamos a caderneta dele e tcham! Tiramos todas as faltas!
...

21:40. A conversa continua:
- Fizeste o trabalho sobre a eleição de Obama?
- Ainda não. Mas acho que ele é um gato...
- Tá aqui... A professora pediu para a gente escrever as expectativas sobre as possíveis mudanças nas relações entre os Estados Unidos e o resto do mundo...
- Ah, estou sem paciência pra pensar! Vou escrever que ele é um gato e pronto!
...

21:47. O tempo vai passando... Um trombadinha se zanga porque uma delas só deu 25 centavos de esmola; e se afasta, dizendo que vai pega-la depois. A de blusa amarela começa a folhear uma revista. Na capa da revista, a manchete diz que Madonna acabou de voltar para os braços de Jesus. Mais atrás, alguém espirra e todos ao redor ficam meio sem jeito, talvez com medo da gripe do porco...

- Aff! Tenho que fazer uma redação pra entregar amanhã...
- Sobre?
- É sobre o futuro... Onde e como quero estar de hoje a cinco anos...
- Bem, de hoje a cinco anos – diz a de casaco jeans - se estiver chovendo, nem vou sair de casa; mas, se for uma sexta-feira como essa, eu te garanto que vou sair mais cedo da aula e vou tomar uma cervejinha...

21:59. A de óculos compra pipoca para si e para as outras. Sorri pra mim e me oferece um pouco. Agradeço; meu ônibus está vindo. O motorista dá partida e eu deixo para trás as moças, a pipoca, a conversa e o tema da redação.

- Gostei do tema da redação!


Humberto de Lima

terça-feira, 12 de maio de 2009

A luta de Amy

Com uma belíssima voz, milhares de álbuns vendidos, muitos prêmios e projeção internacional, a britânica Amy Jade Winehouse chegou ao topo de sua carreira como compositora e cantora de soul, jazz e R&B.

Mas, desde o ano passado, os meios de comunicação ao redor do mundo, começaram a perceber e divulgar os efeitos destrutivos que as drogas estão produzindo em sua saúde física, emocional e profissional. A seqüência de noticias sugere: ou ela luta e vence essa guerra contra a morte ou seus fãs a perderão para sempre!
.
Deste lado de baixo da linha do Equador, fico torcendo para que, com a ajuda de seus parentes e amigos, a cantora de "Love is a losing game" seja uma vencedora no jogo da vida.
.
Enquanto isso, aqui no Brasil, algumas pessoas estão procurando o poder judiciário, com o intuito de obter apoio para a marcha da maconha! No Rio, até o Ministro Carlos Minc, do Meio Ambiente, que foi nomeado para combater as queimadas da amazônia, marchou também, apoiando o fumacê! Eles argumentam que a liberação, dentre outros “benefícios”, aumentará a receita tributária!

Quais são os outros benefícios? Os traficantes de hoje evitarão o pecado da sonegação e se tornarão contribuintes exemplares? O imposto por eles pago será suficiente para que o SUS cuide dos milhões de novos doentes que irão surgir com o aumento da demanda?
.Ou será que depois da legalização, a composição química das drogas será modificada e o veneno vai virar vitamina?
.
Humberto de Lima

terça-feira, 5 de maio de 2009

Depois dos 40...

Caminhar deixou de ser apenas um prazer; também virou remédio.

Começo a pensar em aposentadoria; percebo que algum dia eu vou precisar dela...

Vejo que algumas lições não foram bem aprendidas; ainda cometo alguns erros dos velhos tempos de menino.
.
Conheço muita gente; e, sinto cada vez mais falta de amigos.

Já não acredito em tudo o que me disseram; mas vejo que é mesmo impossível eu me tornar um ateu.

Estou bem longe de quem eu era, mas muito distante de quem eu gostaria de ser. Ainda preciso orar e vigiar para não cair em tentação!

O relógio anda mais rápido do que eu imaginava. Não tenho todo o tempo do mundo. Preciso escolher bem minhas metas!

Devo ter cuidado para não me transformar em um homem virtual. Os melhores momentos, as melhores paisagens, os melhores abraços e as melhores conversas estão esperando por mim, fora da tela.

Ando mais tolerante comigo mesmo e com os outros; acho melhor pensar que todos somos obras inacabadas, construções ainda em andamento...

Carrego na mochila uma vontade enorme de viver; e, do meu jeito e no meu ritmo, tento seguir o Mestre.
.


Humberto de Lima

Mais lidas na semana