" "

"Quando a escola progride, tudo progride!". (Martinho Lutero).

sábado, 25 de outubro de 2008

Confissões




Eu já pensei que minha congregação era a única que tinha a verdade completa; as outras, quando muito, tinham apenas fragmentos da verdade.

Eu já preguei que todos aqueles que não pertenciam ao meu círculo denominacional estavam irremediavelmente perdidos.

Eu já me privei de muitos prazeres e alegrias nesta vida. Deixei de fazer coisas que o Livro Sagrado permite, em nome de um grupo que simplesmente proibia, sem que para tais proibições houvesse explicação lógica ou teológica.

Eu já dei mais importância ao exterior em detrimento do interior. Para mim, a roupa por cima da pessoa era muito mais importante do que a pessoa por dentro da roupa; e, apenas quem se encaixava nos bizarros modelos de nossa grife, era considerado santo! Assim, a língua comprida era perfeitamente tolerada, desde que o seu dono ou dona também usasse mangas compridas.

Eu já fui manipulado por pessoas que falavam em nome de Deus; e, em nome dele, fiz muita gente crer em coisas que Ele nunca disse nem escreveu.

Eu já fui do tipo que tudo aceitava cegamente, sem questionamentos. Meu senso crítico, na tentativa de se amoldar ao sistema, ficou preso, em regime fechado, por muitos anos.

Eu já fui daqueles que preferem carisma ao caráter. Não me preocupava muito o fato de o cara ser um velhaco; se ele tinha o dom de profecia, estava tudo bem.

Eu já fui daqueles que evitam contato com primos (os primos aqui, eram os membros de qualquer outra igreja que não fosse a minha); pois, não achava uma boa idéia me misturar com eles. Afinal, me ensinaram desde cedo que o Pai Celestial havia preparado o céu para os filhos apenas; os primos, apesar de serem um pouco parecidos com a gente, ficariam de fora.

Eu já repassei este conselho para adolescentes que nem ainda tinham concluído o ensino médio: - Você está sofrendo tentação? Sua única saída é casar logo para transar sem culpa!

Despreparados em todos os aspectos, eles se apressavam para o casamento, muitas vezes sem a convicção de que aquela pessoa e aquele momento eram realmente o que queriam. Tempos depois, começavam a estourar aqui e ali, casos de divórcio (para os mais corajosos), casos de adultério e casos crônicos de convivência insuportável, mantidos aos trancos e barrancos em nome da religião.

Eu já confundi evangelizar com ser chato. Mal uma pessoa se aproximava de mim, eu já ia tentando provar por A + B que ela estava errada e eu estava certo. Se quisesse estar certa também, a pessoa deveria passar imediatamente para o meu lado e se tornar minha irmã. Mas, alguns ficavam me olhando, como que a perguntar: - Como é que ele quer que eu seja irmão dele, se ele nem sabe ser meu amigo?

Eu confesso: Já fui assim!

Hoje em dia faço parte de uma comunidade cristã porque penso que a beleza da fé consiste em ter amigos, com quem eu possa caminhar estrada a fora. Apenas abandonei aquele velho estilo de vida, e, junto com ele, deixei também um monte de costumes, ideias e crenças nas quais não acredito mais. É claro que ainda tenho comigo algumas marcas de feridas sofridas naquele tempo, e alguns defeitos que insistem em continuar fazendo parte de mim...

Então, se você me perguntar o que eu sou agora... Bem, estou longe de quem eu era e ainda muito distante de quem eu gostaria de ser. Mas carrego na mochila uma enorme vontade de viver e vou aprendendo enquanto vivo, um dia de cada vez, como ensinou o Mestre.

Humberto de Lima.

6 comentários:

Andréia disse...

Amigo querido, é por essas e outras que sou sua fã! Continue com essa sabedoria e humildade imensas sempre!Amei este seu artigo, foi realmente muito especial. Abraços fraternos da amiga que muito te admira.

Alice disse...

Lindo Humberto !! minha vontade agora é te abraçar, te dar um presente bem lindo e com um bolo bem gostoso nas mãos - cantar parabens pra vc !! .... Hoje vc renasceu de verdade!! essa pessoa linda que estava escondida dentro de vc e sendo manipulada por esses lobos desinformados que andam por aí finalmente renasceu !! Fico super feliz em ler seu texto e te digo:
BEM VINDO !! bem vindo a verdadeira vida de Cristo !....tudo o que vc viveu Deus usará a seu favor a a favor de muitos que ainda necessitam ser libertos.... a mesma coisa aconteceu comigo a alguns anos atrás e apesar de chorar muito e de doer demais, hoje sou mais feliz do que jamais imaginei e sei que Deus tem se agradado em mim, posso sentir isso !!... e olha que nunca mais encontrei uma igreja para congregar ( me tornei visitante oficial)....eu que já pastoreei, ministrei , e todos os "EIS" que as instituições e os homens podem consagrar eu já fiz, mas agora que encontrei a VERDADE posso dizer: Sou verdadeiramente livre para amar e perdoar, ir e pregar as boas novas a quem realmente nunca as ouviu de verdade !!

Seja Feliz !! Muito Feliz !!


mil beijos no seu coração !!


Alice

Humberto de Lima disse...

Oi Alice!

Te estimulo para que continues visitando e procurando... É claro que nunca vais encontrar uma congregação sem defeitos; pois afinal, todas elas são feitas por seres humanos como nós! Mas ainda acredito que a beleza da fé está na paciência que temos uns com os outros, enquanto caminhamos... Há alguns anos, faço parte de uma comunidade onde, com excecão do Senhor Jesus, nada nem ninguém é perfeito. O bom daqui é que entendemos isto, e, apesar disto, resolvemos seguir juntos...
Creio que aí no interior de São Paulo deve haver um monte de gente que pensa dessa forma.
Que o Senhor te abençoe em tua busca!

Abraços da Paraiba!

Francinaldo disse...

Que exemplo de vida e que bela pecepção. Me identifiquei em alguns momentos com sua crônica. Percebo que o tempo nos proporciona o amadurecimento e aí nós vamos nos entregando nessa dialética, que se confirma e se contradiz nos tornando seres evoluídos. Deus, em sua imensurabilidade, proporciona tragetórias de contextos semãnticos,nos soblevando a buscar sentidos, valores e lógicas a luz de sua palavra. Que Deus continue te abençoando e te conservando essa pessoa maravilhosa e amiga... VIDA E PAZ!!!

MamaNunes disse...

BENVINDO AO TIME!!! Graças a Deus, tem gente acordando e abandonando esse sistema caquético de Evangélio da DesGRAÇA.
Parabéns!!!
Estou linkando seu blog para não perde-lo de vista.
abraços

Claudiomar P. Sousa disse...

Pr. Humberto, esse artigo fala profundamente a verdade. Expressa o que também penso e já passei. Graças ao nosso bom Deus que nossos olhos foram abertos.

Esse texto é bárbaro! e vou publicá-lo no sertaogospel.

Fica na paz...

Mais lidas na semana